Ninguém sabe em quem votou para o Congresso porque campanha eleitoral é proibida no Brasil

BRAZIL-IMPEACHMENT-ROUSSEFF-VOTE

Uma pesquisa do instituto Idea Big Data, a pedido do Woodrow Wilson Center, demonstrou que 79% dos brasileiros não se recordam em quem votaram para o congresso, na câmara dos deputados e no senado, nas últimas eleições.  Isso ocorre por uma série de fatores que só comprovam ainda mais o caráter fraudulento das eleições brasileiras, controladas, aparelhadas e manipuladas pela burguesia, que fazem de tudo para eleger seus candidatos impopulares.

O fato do povo não ser representado pelos políticos burgueses, faz com que eles nem se interessem em acompanhar um candidato. Muitos dos candidatos são escolhidos no último dia e a pessoa vota simplesmente por votar, sem confiar no seu candidato. Nesse sentido, os santinhos encontrados na chão no último dia são bastantes influenciadores dos candidatos que hoje estão no congresso.

Mas além disso, a burguesia cria todo um esquema para esconder os candidatos legislativos, é muito pouco tempo de campanha para eleger um grande número de deputados, que só aparecem na TV de vez em quando falando seu número e alguma coisinha que dê para falar em 5 segundos. A burguesia opta pelo voto individual justamente para favorecer os poderosos de seus partidos, pulverizando os votos da população.

Desta forma, o voto proporcional acaba elegendo uma série de pessoas que não iriam ser eleitas caso não fosse o voto de algumas outras pessoas. É o que aconteceu em 2014 por exemplo quando Tiririca, que foi usado como puxador de voto e hoje renunciou ao cargo, conseguiu arrastar com ele mais dois outros candidatos do PR.

O fato de que dos 513 deputados, apenas 36 terem sido eleitos com votos próprios, ou seja, apenas 7% da cãmara foi realmente votada pela população, apenas demonstra o quão importante é implementar o sistema de lista fechada com voto no partido. Desta forma as pessoas vão votar num programa político, e não num candidato individual que é popular, ela conhece, mas que vai arrastar com ele uma série de escórias que, não fosse isso, nunca seriam eleitas. Mas enfim, estes fatos demonstram ainda mais porque o impeachment de Dilma foi totalmente antidemocrático.