Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
1261931 (1)
|

O golpismo avança sobre a América Latina com as mesmas táticas em toda parte. Assim como no Brasil e na Venezuela, manifestações de direita extremamente violentas vêm tomando as ruas na Nicarágua, com vistas a derrubar o governo.

Em 2011, o presidente Daniel Ortega, líder da Frente Sandinista, retirara o poder de parlamentares de direita, iniciando-se o mesmo tipo de movimentos de rua que se veria no Brasil a partir de 2013 e que culminaram no impeachment fraudulento de Dilma Rousseff. A última leva de atos foi desencadeada num movimento contra a reforma da previdência proposta pelo governo.

Em pronunciamento em rede nacional, Ortega afirmou que os coxinhatos nicaraguenses são financiados pelos Estados Unidos e contam com a presença de agentes agitadores infiltrados, entre eles a “liderança” do Movimiento Campesino Anticanal, Medardo Mairena, que se reporta publicamente à embaixada norte-americana, revelando manter contato com Caleb McCarry. Mais de 100 pessoas morreram desde o início das manifestações – muitas delas sem envolvimento político – da qual participam milícias encapuzadas favoráveis ao golpe.

McCarry foi enviado à Nicarágua pelo senador republicano do Tennessee, Bob Corker, com a clara missão de financiar e auxiliar na organização do golpe de estado no país latino-americano. O presidente Daniel Ortega assinala que “esses recursos financeiros vão para a conspiração, convertendo sua prática política em uma prática destrutiva. A oposição está se convertendo em um fator de desestabilização. O ódio parte dos líderes dos partidos, não dos meninos que vão para a rua protestar”.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas