Neymar é novamente o alvo dos ataques e perseguições contra o futebol brasileiro

-

Se já não fossem suficientes os ataques desfechados ao futebol brasileiro pelos inimigos do melhor futebol do mundo durante a Copa do Mundo e agora de forma mais explícita e escandalosa na Taça Libertadores (onde três times brasileiros foram prejudicados pela arbitragem de campo e pelo famigerado VAR), está em curso neste momento uma verdadeira rede de intrigas montada contra o nosso maior craque, o atacante Neymar, que joga na equipe francesa do Paris Saint Germain (PSG).

Um juiz espanhol está cogitando a hipótese de condenar o atacante brasileiro a até seis anos de prisão, supostamente por irregularidades e fraude na transferência de Neymar do Santos ao Barcelona, ocorrida em 2014. Num primeiro momento o “Ministério Público espanhol apresentou pedido de dois anos de prisão para Neymar, que, em depoimento à justiça espanhola, se defendeu das acusações, afirmando que apenas se concentrava em jogar futebol (…)” (Jornal do Brasil, 31/10).

O fato é que no obscuro e promíscuo mundo das transações multimilionárias do futebol mundial, envolvendo todos os maiores grupos econômicos e os gigantes do futebol das potências capitalistas que controlam o esporte mais popular do mundo, as fraudes e irregularidades se constituem a regra, onde são movimentadas somas verdadeiramente astronômicas. Por se tratarem de transações que ocorrem no universo do “civilizado e democrático” mercado europeu, nada vem à superfície ou é revelado. Não há denúncia, não há investigação, não há nada.

A investida da justiça espanhola contra o craque brasileiro é mais um degrau na escalada de ataques dos inimigos do futebol contra o melhor futebol do mundo. O imperialismo mundial usa de todos os estratagemas para atacar as nações oprimidas ao redor do mundo. Por se tratar do esporte mais popular do planeta, o futebol é uma das formas que os opressores encontram na luta que o grande capital trava para submeter e subjugar os povos explorados em todo o mundo.