Premiação do imperialismo
Fifa coloca entre os 3 melhores do mundo Messi e Cristiano Ronaldo, que tiveram atuação medíocre na última temporada, mas mantêm Neymar de fora da lista sem motivo aparente
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
neymar (2)
O jogador Neymar, verdadeiro melhor do mundo | Foto: Reprodução

Nesta semana, saiu a lista dos 3 finalistas do prêmio The Best, da Fifa. Este tem como intenção premiar o melhor jogador de futebol do mundo, levando em consideração sua atuação na última temporada. Apesar de toda a campanha e perseguição desonesta por parte da imprensa capitalista apoiadora do imperialismo, Neymar figurava na lista dos 11 candidatos, no entanto, ele não chegou ao “top 3”, que consiste dos jogadores Messi, Cristiano Ronaldo e Robert Lewandowski.

A atuação vitoriosa de Neymar, que levou praticamente sozinho o Paris Saint-German à vitória do campeonato não foi suficiente para que ele tivesse obtido os votos necessários para colocá-lo no posto que todos sabem que ele merecedor, o de melhor jogador do mundo. Supostamente, a votação para o The Best é feita por técnicos e capitães de seleções e um jornalista de cada país afiliado à Fifa, além dos votos dos torcedores através do site.

É curioso ver a presença de Messi e Cristiano Ronaldo entre os finalistas. São dois jogadores que praticamente estiveram sumidos nessa última temporada, demonstrando uma atuação totalmente medíocre. Especialmente, se for comparada com o verdadeiro espetáculo protagonizado por Neymar nos jogos do PSG, que inclusive chegou à final da Champion’s League. É fácil caracterizar esse prêmio como uma farsa total. O sistema de votação não é nada confiável, isso sem falar na verdadeira campanha de calúnias que é feita contra o jogador brasileiro na imprensa estrangeira.

Neymar ironizou em sua conta do twitter o posicionamento que obteve, dizendo “Já que no (tênis) não deu certo, partiu (basquete)”, e posteriormente “Já desisti do (basquete), virei GAMER”. Isso mostra que o craque brasileiro não concorda com o resultado e também já enxerga que essa premiação realmente não vale de muita coisa. Trata-se de um chancelamento dado por uma organização venal e cujo principal objetivo é perseguir o futebol brasileiro.

 

A perseguição da Fifa ao futebol brasileiro é algo já frequente e no último período tem se expressado na frequente campanha contra o seu mais importante representante no momento, que é Neymar. A esquerda brasileira, muito refém do imperialismo, acaba caindo nessa campanha e também ataca Neymar de todas as formas que pode. Até em episódio recente, quando ele protagonizou um protesto contra o racismo de um árbitro no jogo contra o Istanbul, a esquerda procurou alguma forma de atacar Neymar.

O futebol é o esporte mais popular do mundo e tem importância muito grande para a classe operária do Brasil, portanto é fundamental que ele seja defendido dos ataques do imperialismo. O Brasil é o país com o melhor futebol do mundo e o ataque contra o futebol brasileiro é um ataque contra o futebol em si.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas