Siga o DCO nas redes sociais

Ney Matogrosso sobre Bolsonaro: “um enorme retrocesso”
ney matogrosso flip
ney matogrosso flip

Na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) desse ano, o cantor Ney Matogrosso participou de um debate na Casa Folha, onde afirmou que a “Sociedade está muito careta” e “com mentalidade mais conservadora”, se referindo, obviamente, ao fato de termos um governo de extrema-direita no Brasil e uma tendência a esse espectro político no resto do mundo inteiro.

Ele faz, porém uma ressalva, em que demonstra ter esperanças de melhora: “Mas nada caminha só para frente: você dá dois passos para a frente e um para trás. E vai andando”. O artista segue: “Neste momento, um enorme retrocesso ocupa o espaço maior, né? Mas o mundo não acabou e essa situação vai passar. Tudo é transitório, não há nada estático nesse universo.”

As afirmações são importantes para demonstrar mais uma das tantas vozes de desaprovação ao governo ilegítimo de Jair Bolsonaro. Porém, é importante ressaltar que ele não está de todo correto. Dizer que a sociedade está com mentalidade conservadora não é certo, porque a polarização no Brasil é cada vez maior e a população tem se deslocado cada vez mais à esquerda. A prova disso é a grande quantidade de pessoas nas manifestações dos últimos meses gritando pelo “Fora Bolsonaro” e pela “Liberdade para Lula”, ainda mais se comparado com os fracassos das manifestações coxinhas.

Além de tudo isso, o processo eleitoral de 2018 foi uma fraude total. A vitória de Bolsonaro se deu apenas pela prisão de Lula no processo farsesco, cujas irregularidades vêm sendo denunciadas pelo sítio “The Intercept Brasil”. Não fosse essa perseguição política arbitrária ao ex-presidente, ele teria vencido as eleições já no 1º turno e a votação da direita teria sido irrisória.

Apesar de suas ilusões, causadas em parte pela manipulação da mídia golpista, Ney Matogrosso, com suas afirmações, está se alinhando a toda uma parcela da população que enxerga em Bolsonaro um grande retrocesso no desenvolvimento da sociedade. O Brasil não aguenta mais esses ataques e os desmontes causados pelo governo da extrema-direita. A hora de sair às ruas pela sua derrubada é agora. Devemos mobilizar a população pelo Fora Bolsonaro e Eleições Gerais com a participação de Lula.