Assassinato
Stephan Ernst foi condenado por atentar contra a vida de Walter Lübcke, membro do partido da chanceler Angela Merkel e que era conhecido como um político favorável aos imigrantes
Stephan Ernst
Stephan Ernst | Foto: Thomas Lohner/Pool Photo via AP
Stephan Ernst
Stephan Ernst | Foto: Thomas Lohner/Pool Photo via AP

Nesta quinta-feira (28), o neonazista alemão Stephan Ernst foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato de Walter Lübcke, membro do partido da chanceler Angela Merkel e que defendia uma política mais favorável aos imigrantes. Lübcke estava fumando um cigarro na varanda de casa quando Ernst lhe deu um tiro na cabeça. O crime, confessado por Ernst, aconteceu em junho de 2019 e é considerado o primeiro assassinato de um político pela extrema-direita alemã desde 1945.

A extrema-direita tem crescido muito na Alemanha durante a última década, o que tem levado o próprio regime em crise a reagir. No entanto, é preciso destacar que toda solução repressiva do Estado contra a extrema-direita deverá se voltar com ainda mais força para conter a esquerda futuramente.

Relacionadas
Send this to a friend