Menu da Rede

Toque na Bateria Zumbi dos Palmares por Fora Bolsonaro

Fora Bolsonaro

Nenhuma restrição aos atos, todos às ruas por vacina e auxílio

Os atos precisam de uma liderança popular

Card de divulgação dos atos com a politica da frente ampla – Foto: Reprodução

Publicidade

Após a realização dos atos do dia 29 de maio, a política do “fique em casa” foi enterrada sob os pés dos manifestantes nas ruas. Acima deles, contudo, havia as direções dessa esquerda dizendo que “preferiam não ter vindo ao ato” ou que “preferiam ter ficado em casa”, como é o caso de Guilherme Boulos. Quer dizer, os esquerdistas foram aos atos por uma imposição do movimento, contudo, a política que levam é de apoio velado ao “fique em casa”.

Nesse sentido, é possível reparar que os chamados para as manifestações são ausentes de palavras de ordem de luta, ou reivindicações do povo. No lugar disso, a frase repetida à exaustão é “use máscara”. Essa colocação, longe de significar apenas a afirmação da necessidade de usar máscara em meio à pandemia, implica na mesma política histérica da esquerda no sentido de intensificar o medo pela contaminação por conta da pandemia, opondo a isso a alternativa do “negacionismo”.

Essa posição mostra que, na verdade, há uma oposição velada à realização das manifestações por uma parcela da esquerda. A colocação de Boulos é uma expressão da posição de todo um setor da esquerda que, se preocupando com a própria pele, se esquece que as grandes aglomerações na verdade não estão nos atos, mas estão nos transportes públicos constantemente lotados com números que somam milhões de pessoas no total.

Existe inclusive uma campanha se setores da esquerda pequeno-burguesa diretamente contra a participação nos atos de pessoas que não tiveram máscaras específicas. Dizem: “se não tiver uma máscara decente, não vá.” Ora, ao invés de restringir a participação nos atos, que tendem a levar mais de um milhão de pessoas às ruas no dia 19, a esquerda que diz estar tão preocupada com as questões sanitárias deveria, então, distribuir máscaras àqueles que precisem.

Na contramão dessa posição, é preciso desenvolver uma política séria de lutas. A população vive uma crise das mais intensas vividas na história. E essa crise não se dá pelas “forças naturais” da pandemia, mas sim pelas consequências da política destrutiva da direita golpista. A política da direita, portanto, precisa ser o principal alvo de combate dos atos. Esse combate se expressa pela reivindicação do Fora Bolsonaro. 

A luta por vacinação em massa e por auxílio emergencial de um salário mínimo enquanto durar a pandemia também são elementos importantes das reivindicações de um povo que já conta meio milhão de mortos e voltou para o mapa da fome e da miséria. São reivindicações concretas vinculadas diretamente à população. O resto é secundário e distracionista.

Ainda no sentido da luta da população, é preciso colocar que, a única forma de combater a política direitista da esquerda e da própria direita, as quais devem enfraquecer as manifestações, é a criação de uma grande organização popular para dar base às manifestações. O cidadão comum, portanto, deve estar nos setores de decisão das mobilizações. Isso deve acontecer com a formação sucessiva de organizações locais, estaduais e nacionais, através da formação de comitês de luta contra e a realização de plenárias de ampla participação popular. 

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.