Racismo no governo dos EUA
Lei pretende “ajudar” os negros a não sofrerem racismo da polícia, ficando sem máscara na pandemia, dentro do país mais letal do mundo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
15910593125ed5a370802bb_1591059312_3x2_md (1)
Trump segura a Bíblia em frente à histórica igreja de St. John, em Washington | Foto: Reuters
O condado Lincoln, localizado no estado norte-americano do Oregon, tomou uma decisão que gerou revolta nos EUA, após a divulgação do texto que isenta a população negra do uso obrigatório de máscara em meio à pandemia do Covid-19. Informações do jornal New York Post, revelaram que a ação de autoridades de saúde teria como finalidade evitar que eles sejam confundidos com criminosos. algo que é recorrente no país, principalmente quando utilizam algum tipo de acessório no rosto ou cabeça.
A lógica seria mais ou menos assim: o Estado é racista, sendo assim, os negros podem deixar de usar a máscara, correndo risco de morrerem de coronavírus, para evitar que a polícia nazista não os matem enforcados por serem negros. Um nível de decadência social assombroso!
Praticamente, fica claro que a tal igualdade social, racial, nunca existiu nos EUA e que as campanhas da imprensa são apenas demagogia com os negros. Essa mesma burguesia, que diz defender a igualdade, agora “isenta” os negros de usarem máscara na pandemia, ao invés de colocarem a questão como deve ser encarada: o fim da polícia. São racistas irrecuperáveis.

Associações e entidades que lutam pelos direitos dos afroamericanos, apontaram que a decisão é mais racista do que os episódios que tenta evitar. Os ativistas ressaltaram, inclusive, que a não obrigatoriedade coloca os negros ainda mais em risco, algo que deveria ser óbvio, mas não para os que querem matar os negros de todas as formas possíveis.

“Para muitos negros, a decisão de usar ou não uma máscara em público para se proteger do novo coronavírus é muito complicada porque pode trazer graves consequências, independentemente da escolha feita. Com a máscara, eles correm o risco de serem atacados, presos ou mortos. Sem ela, também”, afirmou ReNika Moore, diretora do Programa de Justiça Racial da ACLU, em entrevista à CNN.

Por fim, é preciso ressaltar algo que não foi citado na imprensa burguesa. Está medida visa, na verdade, proibir as manifestações, indo no sentido da ditadura o imperialismo contra o povo, hoje comandada pelo nazista, Donald Trump. A explosão social ocorrida nos EUA após o assassinato do jovem negro pela polícia, resultou em atos de violência do povo negro contra s instituições, uma reação óbvia à barbárie burguesa. Como o mundo está em meio à pandemia, os manifestantes saíram e máscaras nas ruas e queimaram prédios da polícia, saquearam lojas dos grandes capitalistas e ficou difícil para a polícia prender mais pobres miseráveis o que já o faz. Assim, é preciso proibir o uso de máscaras para “ajudar” os negros.

Os racistas não são maravilhosos?

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas