Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O refrão do samba enredo da escola de samba carioca Paraíso do Tuiuti é bom para reafirmar a resistência contra os “senhores” do poder que tentam a todo custo escravizar os trabalhadores brasileiros em todos os níveis. A Globo é um dos principais “senhores feudais” do Brasil, que tenta impor uma suposta consciência e verdade universal.

No desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro, apesar do favoritismo justificado da escola Paraíso do Tuiuti que apresentou um desfile impecável em todos os quesitos, com destaque para o samba enredo, comissão de frente e criatividade nas alegorias, basta ver as últimas alas com os “manifestoches” e “guerreiros da CLT” e o último carro alegórico com o “vampiro neoliberalista”, os coxinhas paneleiros manipulados, os “golpresários” e “vampiresários”, estes últimos sequer citados pela transmissão da Rede Globo. Uma omissão que virou um escândalo nacional.

Na transmissão a Rede Globo fez questão de ocultar toda a crítica ao golpe e ao governo Temer apresentado pela Tuiuti. Já no dia seguinte veio o desfile da “Beija-Flor” e o enredo que a Globo “pediu a Deus”. Uma mistura muito mal explicada da história do clássico Frankstein, de Mary Shelley, com corrupção, Lava Jato, Petrobrás, cobrança abusiva de impostos, violência urbana, assassinato de policiais, etc.

A cobertura da Globo para a “Beija-Flor” foi completa, os narradores explicaram ala por ala, carro de som, fantasias, tudo nos mínimos detalhes, o que significava cada alegoria, fantasia etc. Falando a todo momento que a escola queria mostrar o abandono da segurança pública, a violência generalizada, digamos que um prenúncio do que viria a acontecer. Ao final do desfile já apresentou a “Beija Flor” como favorita do carnaval. O jornal golpista “O Globo” elegeu a escola como a melhor do Carnaval 2018.

Apesar das críticas de especialistas em carnaval que apresentaram a “Beija-Flor” com vários problemas técnicos no desfile, principalmente sobre o enredo, a escola foi a campeã do carnaval, vencendo a “Paraíso do Tuiuti” por um décimo. É preciso lembrar que a “Beija Flor” é a escola da Rede Globo, é a escola que comemorou 10 anos de ditadura no Brasil em 1974. Que em 2014 teve como estrela principal o chefão da Globo, Boni. Nada mais natural que a sua escola ganhasse o carnaval para impor a propaganda da Lava Jato sobre a denúncia contra o golpe apresentada pela Tuiuti.

A mais nova empreitada da Globo para escravizar os brasileiros é empurrar a Intervenção Militar no Rio de Janeiro como uma necessidade devido ao “caos” na segurança pública. Desde o final do carnaval a emissora e seus órgãos de imprensa televisa, digital e impresso, Rede Globo, G1 e “O Globo”, respectivamente, apresentam a violência no Rio como se a população estivesse num campo de guerra. Arrastões, assaltos a velhinhas indefesas, policiais assassinados etc. Uma sucessão de crimes que tem como o objetivo deixar o espectador médio atordoado e achando que o Rio de Janeiro está sob chuva de balas e que qualquer um pode ser assaltado e morto a qualquer momento. O fato concreto é que a cidade do Rio de Janeiro nem é a cidade mais violenta do Brasil e a violência de 2018 foi menor que em 2017  e 2016. É pura manipulação.

Diante deste “caos” criado na sala de edição da emissora golpista a solução são os militares disfarçados de heróis nacionais. É óbvio que a Globo está completamente alinhada com os golpistas de Brasília e de Washington que querem aprofundar o golpe. Impor a privatização da Petrobrás, Eletrobrás, Correios, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, aeroportos, etc. A Globo está ajudando os golpistas a impor por meio da força bruta a privatização da saúde pública, da educação, das universidades públicas e de todo o sistema público. É uma operação de grandes proporções para assegurar que não haja nenhuma resistência popular.

A intervenção militar no Rio de Janeiro não é nenhuma luta contra a violência da mesma forma que a Lava Jato foi apresentada como a luta contra a corrupção. É mais uma etapa do golpe de Estado para assegurar a prisão de Lula, sem resistência, a perseguição a toda a esquerda e o aprofundamento do golpe. Vai começar com intervenção militar no Rio de Janeiro e depois São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Ceará, Rio Grande do Sul e outros estados vão também entrar num “caos” de segurança pública nas telas da Globo. É esperar para ver.

É preciso ser consciente que a Globo é a TV da ditadura militar, apoiou incondicionalmente todos os governos militares, surgiu e cresceu durante o regime militar.

A Globo é conhecida internacionalmente como o maior monopólio de comunicação do mundo. É uma manipuladora que mentiu, manipulou, transformou fatos para defender os interesses imperialistas  contra o povo durante suas mais de cinco décadas de existência.

É preciso reagir e não aceitar essas mentiras fabricadas contra o povo. Abaixo a ditadura da Rede Globo! Fim do monopólio da comunicação!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas