PCO na TV aberta
Presidente do PCO, Rui Costa Pimenta, será entrevistado por Tarso Genro, no dia 27, às 22:30 na TVT
Rui
Rui Costa Pimenta, presidente do PCO. | Foto: Arquivo PCO
Rui
Rui Costa Pimenta, presidente do PCO. | Foto: Arquivo PCO

O companheiro Rui Costa Pimenta, presidente nacional do Partido da Causa Operária (PCO), foi convidado a dar entrevista ao programa semanal “República e Democracia: o futuro não espera”, apresentado pelo ex-ministro e ex-governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT). Neste programa semanal, Tarso entrevista diferentes nomes da ala progressista da política nacional.

A entrevista com o companheiro Rui irá ao ar no dia 27 (sábado), às 22:30, na TV dos Trabalhadores (TVT). Será a oportunidade de mostrar a política do Partido em uma rede de televisão aberta ligada aos sindicatos da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

O convite mostra que as posições do PCO, que já vêm tendo grande espaço nos canais de esquerda do YouTube, estão ultrapassando as barreiras da imprensa própria do Partido e sendo demandas pela esquerda em geral.

A proposta do programa é falar sobre a eleição à presidência em 2022 sob o ponto de vista dos diferentes partidos. Tarso espera dialogar com a ala progressista para, se não uma candidatura única já no primeiro turno de 2022, criar um ambiente que permita que estas diferentes candidaturas apoiem umas às outras em um eventual segundo turno contra o presidente ilegítimo e fascista, Jair Bolsonaro.

É interessante observar que a política do PCO, por uma frente de esquerda, com Lula encabeçando o movimento, dá, ao programa de Tarso Genro, uma perspectiva completamente diferente dos demais entrevistados. Enquanto alguns nomes que foram convidados apostam em uma frente ampla que inclui, até nomes da direita golpista, o PCO se mantém fiel ao seu programa ligado à classe trabalhadora brasileira do campo e da cidade. Isto deve ser bastante reforçado e ponto não para dividir a esquerda, mas para mobilizar as bases, o que, puxará os partidos da esquerda brasileira à políticas de esquerda, ao invés de conciliações com a burguesia e os golpistas.

Temas como o combate à pandemia e o desemprego devem ser centrais nesta entrevista. Portanto, será mais uma forma do Partido levar seu programa para classe trabalhadora a mais pessoas, especialmente pelo fato de ser um programa revolucionário, que busca um governo operário, onde as decisões são tomadas pela população trabalhadora.

O fato da entrevista ser na TVT também é bastante relevante. O canal aberto, fundado em 2010, é apoiado por diversos sindicatos ligados à CUT, como o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco Região, e é bastante prestigiado por estas classes.

A TVT representa uma vitória da classe trabalhadora e deve não apenas ser prestigiada, mas apoiada e defendida por todos os trabalhadores. Apenas com canais de comunicação vinculados ao proletariado será possível combater a gigantesca máquina de mentiras e calúnias da imprensa burguesa.

O Partido da Causa Operária convida não apenas seus militantes e simpatizantes, mas toda a esquerda a assistir a entrevista do companheiro Rui Costa Pimenta no dia 27, às 22:30, na TVT. A emissora é originalmente transmitida no estado de São Paulo, mas conta com retransmissão em outros estados, como Rio de Janeiro e Bahia. Também é possível acompanhar sua programação através do seu sítio oficial (tvt.org.br).

Relacionadas
Send this to a friend