brasilia_predio_banco_central_do_brasil_dsc_0003_1

O Banco Central anunciou novos dados a respeito das expectativas de crescimento econômico deste ano e do próximo. Os dados foram anunciados nesta segunda-feira (19) com base na pesquisa Focus, e apresentam uma suposta melhora na taxa de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto).

Estas informações nada mais são que pura especulação de alguns economistas, e mesmo se fossem algo real, ainda demostraria um “crescimento” pífio da economia (0,83% em 2019, e 2,20% em 2020), sendo algo que recebe novas previsões toda semana.

Porém, o problema não para por ai. Além dos dados de crise já expostos desse ano, que demonstram uma perspectiva econômica negativa com risco de recessão no terceiro trimestre, as pesquisas econômicas divulgadas pelo Banco Central estão sempre vinculadas aos interesses do estado, e costumam ser manipuladas.

Dessa forma, não temos apenas previsões ruins para o futuro econômico brasileiro, mas sim previsões ruins fraudadas que tentam passar uma imagem melhor do que realmente é.

Tal assunto já foi abordado na Análise Política feita por Rui Costa Pimenta na semana passada, onde o mesmo comentou que os próprios economistas burgueses internacionais reconhecem o aprofundamento crise, tanto a brasileira quanto a mundial, atingindo assim até mesmo os principais países imperialistas.

Por isso, os dados do Banco Central nada mais são que artificiais, pois com o aprofundamento na crise dos países imperialistas, a situação nos países atrasados piora ainda mais, e a previsão é de aumento na crise mundial nos próximos meses.

Com essa suposta “melhora”, a economia do Brasil está longe de ter um crescimento real, e encaminha-se para uma deterioração geral.