Siga o DCO nas redes sociais

Análise Política
“Não é verdade que o brasileiro não reage”, diz Rui Costa Pimenta
Respondendo a uma pergunta do chat do YouTube, Rui Costa Pimenta comentou a tese de que o povo brasileiro seria muito paralisado diante dos ataques da direita
rui analise
Análise Política
“Não é verdade que o brasileiro não reage”, diz Rui Costa Pimenta
Respondendo a uma pergunta do chat do YouTube, Rui Costa Pimenta comentou a tese de que o povo brasileiro seria muito paralisado diante dos ataques da direita
Rui Costa Pimenta, presidente do PCO. Foto: Diário da Causa Operária
rui analise
Rui Costa Pimenta, presidente do PCO. Foto: Diário da Causa Operária

Da redação – Rui Costa Pimenta, presidente do PCO, participa agora demais uma Análise Política, ao vivo. O programa vai ao ar todas as terças-feira, às 16h, e é transmitido pela TV247, com retransmissão pela Causa operária TV, no YouTube. Respondendo a uma pergunta do chat do YouTube, Rui Costa Pimenta comentou a tese de que o povo brasileiro seria muito paralisado e não reagiria aos ataques da direita.

Primeiro, Rui rejeitou a tese dizendo que “há uma tendência à mobilização” forte no Brasil. “Não é verdade que o brasileiro não reage. É um povo extraordinariamente combativo”, e lembrou o fato de que na história do Brasil há uma série de revoltas históricas, o que contraria essa tese. E continuou:

Pra gente entender bem, o Brasil foi o país que nessa onda nacionalista teve um presidente diretamente saído do movimento operário, que foi o Lula. Isso mostra o nível de radicalização que tem no Brasil. Mas o Brasil é um país complexo, não é por exemplo como o Equador, é muito maior que o Equador. Os fenômenos se desenvolvem com uma certa lentidão. Você precisa de um maior acúmulo de forças para ter uma mobilização no estilo do Equador. Mas não é verdade que o povo brasileiro não reage. Há uma propensão a subestimar a capacidade de luta do povo brasileiro. É um dos povos que mais teve lutas revolucionárias no mundo.

Leia Também  Conexão América Latina e as ameaças dos EUA no Continente
 



Share via
Copy link