Não é teoria, é conspiração: norte-americanos se reúnem secretamente com militares venezuelanos para preparar golpe

maduro_atentado
Da redação – O jornal norte-americano The New York Times publicou uma notícia em que confirma que o governo Trump se reuniu com militares venezuelanos em 2017 para tramar um golpe contra o presidente Nicholas Maduro.
Segundo o jornal, os encontros secretos entre funcionários do governo norte-americano e militares golpistas venezuelanos não prosperaram e a tentativa de golpe foi abortada.

Em comunicado a Casa Branca não negou o plano golpista, mas não deu detalhes se restringindo a dizer que apenas que é importante “dialogar com todos os venezuelanos que demonstrem um desejo de democracia”.

Segundo a reportagem foram realizadas inúmeras reuniões entre 2017 e o início de 2018 com um pouco mais de uma centena de militares venezuelanos golpistas. Estes pediram apoio militar para derrubar o governo Maduro.

O recente atentado sofrido por Maduro com o uso de drones com explosivos mostra exatamente o contrário da divulgação do jornal de que a tentativa de golpe imperialista na Venezuela está descartada.

Esta notícia só confirma a política golpista e conspiratória do governo norte-americano contra a Venezuela e contra os demais países da América Latina, como o Brasil.