Não é o que vocês estão pensando: Moro tenta negar que barganhou vaga no STF para entrar no governo Bolsonaro

moro

Da redação – Na manhã desta segunda-feira (13), o ministro da Justiça, Sérgio Moro, tentou negar que tenha negociado o cargo de ministro do STF com Bolsonaro para participar do governo. Moro foi o primeiro a ser convidado para integrar o ministério do governo golpista. Neste fim de semana, Jair Bolsonaro garantiu que a primeira vaga que for aberta no STF será de Sérgio Moro. A afirmação repercutiu mal, e Moro achou que deveria procurar se explicar. E foi o que ele tentou, mas acabou fracassando.

Durante uma palestra em Curitiba, Moro apareceu com a seguinte explicação (com sua sintaxe peculiar): “Ele [Bolsonaro] foi eleito, fez o convite publicamente, fui até a casa dele no Rio de Janeiro. Nós conversamos e nós, mais uma vez publicamente, eu não estabeleci nenhuma condição. Não vou receber convite para ser ministro e estabelecer condições sobre circunstâncias do futuro que não se pode controlar”.

A verdade, no entanto, é que desde de que o convite tornou-se público já se anunciava que Moro deveria ser chamado para integrar o STF.

Essa não é a primeira vez que Moro tenta negar uma relação evidente. Depois de tirar o principal candidato das eleições, e aceitar participar do governo eleito graças a esse fato, Moro também tentou afirmar que não haveria nenhuma ligação entre uma coisa e outra. A essa altura, não consegue convencer nem os coxinhas mais.