Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
jon
|

A imprensa burguesa sempre fez uma intensa campanha contra Coréia do Norte, uma vez que o país se recusa a ser um capacho dos Estados Unidos. Por meio de um moralismo hipócrita e de calúnias sem fim, a Coréia do Norte é apontada como uma monstruosidade. Mas a Copa do Mundo está mostrando que as coisas não são bem assim.

Após a derrota para o México, a Coréia do Sul foi praticamente eliminada da Copa. Heung-Min Son, o melhor jogador do time, caiu no choro. No entanto, o choro não foi o lamento apenas de não ter conseguido levar a seleção para a próxima fase: Son será punido pelo governo sul-coreano.

A Lei Sul Coreana determina que todos sirvam o Exército até os 28 anos – a menos que façam algo que enalteça o país. Como Son não está tendo sucesso em levar a equipe para a próxima fase, ele será obrigado a servir o Exército e abandonar o futebol.

A Coréia do Sul é tratada pela imprensa como um exemplo de país, um país democrático e onde ps indivíduos são livres, bem diferente de sua vizinha do Norte. No entanto, mais uma vez fica clara a falsificação do imperialismo: são seus aliados os mais antidemocráticos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas