Ataque a soberania nacional
Com a desculpa de proteção do meio ambiente, grandes monopólios econômicos estrangeiros querem começar a controlar o que acontece no Brasil. Querem passar por cima da soberania nac
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
timber
Botas Timberland da VF corporation |

A chamada grande imprensa, no Brasil e nos exterior, divulgou o comunicado a seguir:

“A VF Corporation e suas marcas decidiram não seguir abastecendo diretamente com couro e curtume do Brasil para nossos negócios internacionais até que haja a segurança que os materiais usados em nossos produtos não contribuam para o dano ambiental no país.”

As marcas dos produtos da VF Corporation são: Timberland, Dickies, Kipling,Vans, Kodiak, Terra, Walls, Workrite, Eagle Creek, Eastpack, JanSport, The North Face, Napapijri, Bulwark, Altra, Icebreaker, Smartwoll e Horace Small.

A decisão da empresa multinacional foi transmitida ao governo na terça-feira (27) pelo CICB (Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil). Em carta ao Ministério do Meio Ambiente, o presidente da entidade, José Fernando Bello, alertou o governo para os efeitos negativos das queimadas para as exportações do setor.

Com a desculpa de proteção do meio ambiente, grandes monopólios econômicos estrangeiros querem começar a controlar o que acontece no Brasil. Querem passar por cima da soberania nacional por meio de um ataque econômico, que vai provocar mais perda de empregos e mais queda na produção, além do que já vem acontecendo desde o golpe.

Essa mentalidade capitalista não é muito diferente dos embargos econômicos a que os EUA submetem nações como o Irã, Cuba ou Venezuela, para impor seus interesses e se imiscuir na política interna de cada país, às custas do sofrimento do povo desses países. É a velha fórmula imperialista de ditar regras ao mundo, sem que, muitas vezes, essas regras impostas tenham sido cumpridas pelos países imperialistas na época de seu desenvolvimento.

Nem cabe propor a retribuição da gentileza, de boicotar os produtos dessas marcas, porque a grande maioria do povo brasileiro, as classes populares, com muitos desempregados e subempregados, já nem têm acesso a eles de qualquer forma, pelos preços proibitivos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas