Não adianta lutar contra a direita com processos na Justiça, é preciso formar Comitês de Luta Contra o Golpe

c6b64337-72e7-4750-accf-72293ab81f28

No ultimo período, a polarização política tem deixado as posições políticas mais claras, dentro da própria esquerda também podemos observar este fenômenos, de um lado temos aqueles que querem combater o golpe e os golpistas, a direita nacional e internacional, a burguesia e o imperialismo por meio da via mais eficiente até aqui comprovada, a mobilização das massas, de outro temos aqueles que jogam todas as sua forças nas instituições do Estado, no Judiciário, no parlamento e por mais impressionante que seja no corpo repressivo do Estado.

Casos como o apoio a censura do comediante sem graça Danilo Gentili ou a eterna esperança de que Lula será liberto com recursos no partido de extrema direita da toga também conhecido como Judiciário brasileiro demonstram a completa desorientação de setores da esquerda nacional.

A direita só sairá derrotada com o povo na rua. Para realizar está tarefa devemos impulsionar uma importante politica que vem se demonstrando a tendência da luta contra o golpe, os comitês, neste sentido já foram organizados centenas de comitês de luta contra o golpe por todo o País. É hora de ampliar esta política, em cada local de trabalho, bairros populares, em todas as cidades do país devem ser impulsionadas a formação destes comitês, para que assim possamos imprimir milhões de panfletos, cartazes, adesivos, organizar caravanas, atos públicos que reivindiquem a liberdade do ex-presidente Lula e a queda de Bolsonaro e toda corja golpista.