Menu da Rede

Cria corvos que te arrancarão os olhos

General Etchegoyen, homem do golpe militar, dá palestra secreta à Maçonaria

Há poucos dias, ocorreu no bairro de São Cristóvão no Rio de Janeiro, mas uma palestra de um representante da alta cúpula militar em uma loja maçônica.

Desta feita, o representante militar era nada mais nada menos do que o general Etchegoyen, Ministro-Chefe do Gabinete Institucional da Presidência da República e, ao que tudo indica, a figura que determina a política do governo Temer, pelo menos no que diz respeito à política das Forças Armadas para a área de ‘segurança’, leia-se: a manutenção da ‘paz e da ordem’ social diante do aprofundamento das contradições do golpe de Estado e do repúdio popular cada vez maior ao governo golpista de Temer e a todas as medidas de destruição tanto das conquistas sociais do povo trabalhador, como da economia nacional.

Nunca é demais relembrar que foi o discurso de um outro general, o Mourão, também em uma loja maçônica, onde foi explicitado a posição militar de aprofundar a participação política das Forças Armadas no país, inclusive com a possibilidade real de uma intervenção militar no país.

Diante dos fatos que se sucederam, temos que admitir que se existe uma verdade, essa é a de que Mourão e outros militares apontaram a perspectiva de uma intervenção militar, não estavam blefando.

Na realidade, a intervenção militar começou a ser esboçar pelo menos desde o início de 2017 com a intensificação das chamadas operações de “Garantia da Lei e da Ordem”, verdadeiros exercícios militares de tomada de poder, ocorridas em dezenas de lugares por todo o país e que tomaram maior projeção com a ocupação de comunidades do Rio de Janeiro.

O que foi colocado em prática foi o que o próprio general Mourão afirmou na palestra, que o método das “aproximações sucessivas”, ou seja, cada vez ir aprofundando o controle militar sobre a situação de conjunto. A ocupação militar do Rio em fevereiro passado.

Fica aqui um alerta para todos os setores que se preocupam com a iminência de um golpe militar no país. O que foi discutido na palestra com o General Etchegoyen está sendo mantido em sigilo pelos participantes, mas temos que ter presente que esse general está na linha de frente da política dos militares para o país.

Mais do que nunca se coloca a questão de uma intensificação da campanha contra a ocupação militar do Rio de Janeiro. Apenas uma massiva campanha que mobilize de fato amplamente a população será capaz de derrotar o golpe e impedir um novo 1964 no país.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.