Menu da Rede

professora bebel.jpg

Presidenta da APEOSP é barrada ao tentar entra na Seduc/SP

  • Capa
  • Nacional
  • Depois do fichamento, militares confiscam e vasculham celulares de moradores dos morros cariocas

Depois do fichamento, militares confiscam e vasculham celulares de moradores dos morros cariocas

Receba o DCO no Email

Após a aprovação da intervenção militar nos morros cariocas e, de o exército agir de maneira completamente ilegal e arbitrária contra o povo pobre do Rio de Janeiro, fichando os moradores das comunidades carentes, como o corrido na favela da Vila Kennedy, mais uma denúncia do abuso das forças armadas foi feita essa semana. Os militares estão confiscando celulares e aparelhos eletrônicos dos moradores, os quais estão sendo vasculhados pelos soldados do exército, em busca de fotos e contatos.

Na comunidade do Acari, Zona Norte do Rio de Janeiro, os moradores denunciaram que a Polícia Militar está fotografando, de maneira indiscriminada, os documentos de identidades em busca de antecedentes criminais. A ação foi considerada ilegal pela Defensoria Pública do Estado.

Desde o início da intervenção militar no Rio, os membros do exército vem ocupando cada vez mais espaço no cenário político brasileiro. Passaram a assumir um ministério no governo, o ministério da defesa, o general da reserva Joaquim Silva e Luna, é o primeiro militar a assumir o posto desde que o ministério foi criado, em 1999. O anúncio veio quase ao mesmo tempo em que foi apresentado o novo chefe da Polícia Federal, Rogério Garollo, ligado ao general Sérgio Etchegoyen e que trabalhou em estreita relação com o governo norte-americano em Washington e na Interpol da América Latina, um genuíno agente dos Estados Unidos no governo brasileiro.

No Rio de Janeiro, os militares estão centralizando todas as forças de repressão, como a Polícia Militar e a Polícia Civil, trocando os comandantes de tais aparatos por pessoas que seguem à risca o comando do exército.

As ações dos militares, de fichamento e confisco dos bens dos moradores é apenas uma pequena demonstração do verdadeiro estado de exceção que está sendo preparado contra o povo brasileiro, com a iminência de um novo golpe militar.

O golpe militar, na realidade já está em andamento, é necessário mobilizar toda a população contra essa ameaça à liberdade e aos direitos de todo o povo brasileiro. Somente a mobilização popular contra a intervenção do exército nas ruas cariocas e contra o golpe militar pode barrar a investida golpista do Exército.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Outros

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.