Na véspera do desfile, Ministério Público pede interdição de sambódromo no RJ

Desfiles das Escolas de Samba do Rio de Janeiro

Da redação – O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) solicitou à 1ª Vara de Fazenda Pública da Capital a interdição do Sambódromo da Marquês de Sapucaí, onde ocorrem os desfiles de carnaval.

A promotoria pede que para que o Corpo de Bombeiros realize uma vistoria do local e elabore um laudo sobre a segurança do local.

Trata-se de mais um ataque da direita golpista contra o carnaval. Em evento realizado anteriormente, o governador bolsonarista do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi vaiado e expulso pelo público da Sapucaí.

Bolsonaro também está sendo alvo de diversas críticas no carnaval. Onde tem povo, a direita é criticada. Por isso, é fundamental atacar o carnaval.

No ano passado, o desfile do Paraíso do Tuiuti fez intensas críticas ao golpista Michel Temer e aos ataques da direita contra os direitos trabalhistas.