Destaque
Os líderes do campeonato foram novamente auxiliados pelo famigerado VAR, que segue sendo o principal destaque do Brasileirão
20190708131606_141
CBF segue firme na defesa das distorções operadas pelo VAR | Foto: Reprodução
20190708131606_141
CBF segue firme na defesa das distorções operadas pelo VAR | Foto: Reprodução

O craque do Campeonato Brasileiro já foi eleito, não é Diego Souza, Gabigol, Galhardo ou Patrick de Paula. Nenhum personagem de carne e osso é capaz de superar o todo poderoso VAR. Ninguém decidiu mais partidas do que o “árbitro assistente de vídeo”. Chegando na reta final do campeonato mais disputado do mundo, o “craque” volta a dominar as manchetes esportivas.

Em São Januário, o Vasco perdeu por 0 X 2 do Internacional mas o destaque do jogo foi o VAR. Logo aos 9 minutos de jogo a arbitragem validou um gol polêmico a favor do time gaúcho, na hora da checagem eletrônica, uma nova surpresa do VAR: um problema no software deixou a ferramenta descalibrada, beneficiando os colorados. O gol logo no começo do jogo interferiu decisivamente no andamento do jogo e o clube carioca já pede a anulação da partida que o manteve na zona do rebaixamento.

A CBF chegou a emitir uma nota oficial da Comissão Nacional de Arbitragem onde coloca que foram solicitados esclarecimentos à empresa Haw-Eye, responsável pela operação dos equipamento do VAR. No entanto, insiste que não há problemas porque mesmo sem o programa estar funcionando corretamente, o lance foi checado pelos árbitros de vídeo.

Outro lance polêmico ocorreu no gol que deu a vitória ao Flamengo por 2 X 1 contra o Corinthians. O atacante Gabigol recebeu sozinho na entrada da pequena área e teve o gol imediatamente anulado pelo bandeirinha. Aí entrou em ação o VAR e após alguns minutos o Flamengo teve o gol que o deixou vivo na disputa pelo título do campeonato e manteve o Corinthians no meio da tabela.

Não é mera coincidência o fato de que os beneficiados pelo VAR em ambos os jogos sejam os dois primeiros colocados na tabela do Brasileirão. O Internacional lidera tanto a classificação do campeonato quanto o “ranking do VAR”, que contabiliza as mudanças de decisão após consultas ao VAR. O clube gaúcho conta com saldo de 4 mudanças de decisões favoráveis.

O Flamengo está um pouco abaixo nas duas tabelas. No Brasileirão conta com 1 ponto a menos e no ranking do VAR tem saldo positivo de 2 mudanças de decisão favoráveis. Os adversários da rodada, Corinthians e Vasco ocupam lugares distintos dos líderes do campeonato também nesse ranking alternativo. O Corinthians tem saldo neutro, com 8 mudanças favoráveis e 8 desfavoráveis. Já o Vasco lidera com folgas como o time mais prejudicado pelas mudanças de decisão após consulta ao VAR, o saldo do clube cruzmaltino é de impressionantes 12 mudanças de decisão desfavoráveis.

Vale colocar que um dos fatores mais problemáticos envolvendo o VAR é essa mudança no foco dos jogos. O espaço tradicionalmente ocupado pelas belas jogadas, pelos gols e pelo show das torcidas está sendo progressivamente ocupado por esse personagem frio e nefasto, que nada tem a ver com o que fez do futebol o esporte mais popular do mundo.

Relacionadas
Send this to a friend