Desemprego cresce rapidamente
O saldo da crise econômica, agravada pela pandemia, é desastroso, encerrando cerca de 331 mil vagas de emprego formais somente em Maio.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Desemprego - entregadores
Encerramento acelerado de vagas formais, empurra trabalhadores para o subemprego. | Foto por: reprodução.

Segundo dados divulgados nesta segunda (29) pelo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) agora ligado ao Ministério da Economia, em 2020 o país já acumula a extinção de 1,4 milhões de postos de trabalhos formais (de carteira assinada).

Os dados mostram que, só em maio, 331 mil e 900 vagas foram fechadas. Números que mostram que não só esta quantidade de pessoas ficaram desempregadas, mas que estas vagas não existem mais, não possibilitando a alocação dos que perderam emprego em outras atividades, pois não está se criando vagas de trabalho na mesma velocidade do que se perde.

Em maio, por exemplo, foram cerca de 704 mil contratações, frente a 1,03 milhões de demissões e encerramento de postos de trabalho. O Setor que mais encerrou vagas foi o de Serviços com 143,4 mil demissões em maio.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas