Aumenta a crise
Burguesia não consegue manter os próprios agentes da repressão em segurança
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
frança
Fonte: REUTERS/Benoit Tessier |

Da redação – O coronavírus veio para mostrar a face desumana do capitalismo. O governo francês afirmou neste domingo (22), que os policiais não são prioritários no recebimento de máscaras. Porém, qualquer pessoa normal consegue compreender que o setor está na linha de frente do controle pelo confinamento pregado pela própria burguesia como solução final para a pandemia. 

Frente ao descaso completo de seus patrões neoliberais, o setor ameaça utilizar o “direito de se retirar”, previsto na Constituição da França, caso as delegacias e viaturas não sejam equipadas com material para proteção contra o Covid-19.

A lei francesa prevê que: “quando a situação de trabalho se mostra como um perigo grave e iminente para a vida ou a saúde, o trabalhador pode deixar seu posto de serviço ou se recusar a exercer sua função sem o acordo do empregador”. 

E uma breve aspas, se está assim na França, o que será do Brasil?

Os absurdos não param por aí. Para além da completa falta de material para proteção, há também a proibição explícita aos policiais do uso de máscaras durante as abordagens. A recomendação passada às forças de segurança pelas autoridades francesas é de utilizar máscaras somente quando a pessoa abordada apresentar sintomas ou se declarar doente. 

Aqui fica claro o nível de decadência do sistema, onde a situação dos policiais se compara com o que vemos nos hospitais sem leitos: “volte quando você estiver morrendo!”. Para os policiais a frase é: “use as máscaras se a pessoa apresentar sintomas!

Em miúdos, os próprios soldados da burguesia estão sendo abandonados pelos seus patrões neoliberais, enquanto levam a repressão violenta contra o povo nas ruas para que estes não façam greves, tomem fábricas e etc. E isso, vale ressaltar em negrito, em um dos maiores países capitalistas do mundo, berço da Revolução Francesa da própria burguesia que à época era revolucionária.

Todos os números e situações absurdas demonstram que a burguesia esta em crise mundial e a esquerda deve aproveitar. Se o povo se rebelar contra o sistema, que a cada dia toma mais medidas para salvar os industriais e punir o povo, talvez possa derruba-la de vez.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas