Números de ditadura militar
Com pretexto de toque de recolher, o governo nazista de Trump vai prendendo dezenas de milhares em um avanço ditatorial interno e também no exterior
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
trump-nazista (1)
O ditador ligado aos supremacista da KKK, prende negros e imigrantes aos milhares | Foto: reprodução

A ditadura dos Estados Unidos avança contra o seu próprio povo. Nos noticiários os protestos antirracistas continuam crescendo mesmo com o toque de recolher em diversas cidades e na última quarta-feira (3), foram registrados no 9º dia de atos populares um número de prisões perto dos 10 mil.

Os números típicos das ditaduras que os norte americanos implementaram pela América Latina, agora acontecem sob o pretexto do toque de recolher decretado em mais de 40 cidades, com a presença da polícia e exército  nas ruas.

Segundo a Associated Press, agencia de notícias independe nos Estados Unidos, cerca de 3 mil prisões aconteceram em Los Angeles por violação ao toque de recolher. As outras cidades com os números mais elevados são, respectivamente, Nova York, Dallas e Filadélfia.

Ao passo que os EUA se preparam para invadir a Colômbia e a Venezuela com seu exército, começam uma ditadura dentro do próprio território contra os explorados. É preciso uma reação popular na mesma medida contra este governo fascista que financiou os golpes da Ucrânia, Egito, Brasil, Honduras apenas no último período. Dentro do país, o Exército nas ruas, incentivo à grupos supremacista saírem armados e tudo mais que se imagine de um presidente nazista.

O imperialismo avança para uma ditadura mundial pois o sistema econômico está para quebrar e sabem das consequências do crash.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas