Siga o DCO nas redes sociais

Na crise, mulheres são as mais afetadas pelo desemprego

O Brasil vive uma das suas piores crises políticas, econômica, social dos últimos tempos. A política de terra arrasada que está sendo imposta contra a população, se aprofunda a cada dia na gestão do ilegítimo golpista presidente Jair Bolsonaro. As mulheres são sempre atingidas, através dos mecanismo de opressão.

Uma das formas de oprimir as mulheres é através do desemprego. Para conseguir aniquilar a mulher, acirra a política de desemprego, alcançando em cheio as mulheres. Quando não se consegue demitir, colocam as mulheres em situação de total submissão. Os empregos ofertados são de remuneração muito inferior, impossibilitando-as de qualquer perspectiva.

O emprego alcançado pela mulher sempre atinge às 8:00 horas diárias, em contrapartida de um salário em média menor do que os homens. O emprego alcançado na maioria das vezes é subemprego. Por conseguinte, se trabalha 8 horas por dia e percebe uma remuneração insignificante, não sobra tempo para aperfeiçoar, para evoluir nos conhecimentos e lutar por salários melhores.

Necessário, ressaltar, que além de trabalhar para o mercado, ainda é atribuído a mulher o trabalho doméstico que escraviza a mulher no seu tempo que deveria ser de descanso, além de muitas ainda ter o atributo de ser mãe, que exige várias demandas. Essas atribuições existentes no cotidiano de uma mulher, se dão sem remuneração.

Com o golpe e o agravamento da crise a situação da mulher se agrava, o que vem apontando os índices de pesquisa. “Do ponto de vista de gênero, o percentual de mulheres desempregadas é maior, se comparado com a do homem. No segundo trimestre, atingiu 14,1%, enquanto os homens marcaram 10,3%. Taxas mais elevadas entre as mulheres foram observadas em todas as grandes regiões pesquisadas pelo instituto”, segundo pesquisa recentemente divulgada.

É preciso que todas as mulheres se unam, parem seus trabalhos nas fábricas, nas empresas, nas repartições públicas e caminhem em direção as ruas com suas faixas, panfletos contra esse governo ilegítimo e golpista de Jair Bolsonaro, a fim de derrubá-lo.