Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Em pesquisa realizada pela Anistia Internacional Argentina e pelo Centro de Estudos de Estado e Sociedade, ficou demonstrado que mais da metade do povo argentino é a favor da legalização do aborto no país. Mais especificamente, são cerca de 59% da população que se coloca contra a criminalização do aborto. Esse é um momento onde o país passa por uma grande discussão sobre o assunto, visto que o Congresso decidiu colocar o mesmo em pauta, com o projeto de lei que visa legalizar a interrupção da gravidez nas primeiras semanas.

Com o projeto em pauta, evidentemente a população tem se posicionado, o que denotou que grande parte dela considera importante a discussão no Congresso, representando 70%. Ou seja, a população é contra fazer das mulheres criminosas por abortarem. Os números constatados pela pesquisa demonstram isso claramente quando a maioria da população se coloca a favor da legalização. Para se conseguir essas estatísticas, foram feitas 1.561 entrevistas, entre os dias 3 e 5 de março, todas por telefone.

Além disso, 48% das pessoas que foram entrevistadas revelaram que conhecem alguém que já realizou aborto, logo a maioria dessas pessoas são a favor de sua legalização sabendo que essas mulheres realizaram o aborto enfrentando diversas dificuldades pelo fato de não estarem amparadas pelo Estado, diante de circunstâncias que não atendem as condições que hoje estão colocadas para realizar o aborto no país, elas que somente permitem sua prática quando a gravidez oferece risco para a vida da mulher ou em casos de estupro.

Todos esses dados demonstram a realidade, a população argentina é contra que o aborto seja considerado um crime, e não teria razões para não ser.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas