Siga o DCO nas redes sociais

Mutirões
Em Pernambuco, militantes continuam a campanha pela liberdade de Lula
No último domingo (22), ocorreram mutirões nas cidades de Recife e Olinda pela liberdade de Lula e pelo fim do governo Bolsonaro.
Mutirão
Mutirões
Em Pernambuco, militantes continuam a campanha pela liberdade de Lula
No último domingo (22), ocorreram mutirões nas cidades de Recife e Olinda pela liberdade de Lula e pelo fim do governo Bolsonaro.
Mutirão na Praça do Derby, em Recife. Foto: Diário da Causa Operária
Mutirão
Mutirão na Praça do Derby, em Recife. Foto: Diário da Causa Operária

No último domingo (22), militantes e ativistas da luta contra o golpe se encontraram em Recife e Olinda, em Pernambuco, para dar continuidade à campanha pela liberdade de Lula e pela derrubada imediata do governo Bolsonaro. Em Recife, o mutirão aconteceu na Praça do Derby pela manhã. Ao mesmo tempo, acontecia o mutirão de Olinda, na Feira de Peixinhos.

Os mutirões em Recife fazem parte da campanha nacional dos comitês de luta contra o golpe, que vêm realizando mutirões todos os domingos em dezenas de cidades pelo país. Do norte ao sul do país, centenas de militantes saíram às ruas para levar adiante a luta contra a direita golpista.

Os mutirões do último domingo foram os primeiros realizados desde o grande ato nacional pela liberdade de Lula em Curitiba, realizado no dia 14 de setembro. Os militantes e ativistas saíram em caravanas de vários estados do país, dando um passo fundamental na luta contra o golpe de Estado.

É preciso, agora, avançar na luta contra o governo Bolsonaro e pela liberdade de Lula. É preciso continuar os mutirões nas cidades aos domingos, continuar os mutirões, às quarta-feiras, nas universidades, e organizar atos locais pela liberdade de Lula.

A liberdade de Lula e o fim do governo Bolsonaro não virão através do Congresso golpista, nem muito menos do STF corrompido pelo imperialismo. A burguesia está disposta a manter um governo inimigo dos trabalhadores, que esteja disposto a atacar a população da maneira mais dura possível. Para que isso aconteça, a direita não irá permitir que a maior liderança popular do país, isto é, o ex-presidente Lula, saia da cadeia e possa influir diretamente nos acontecimentos. A única forma de barrar os ataques da direita é, portanto, a mobilização dos trabalhadores: somente as ruas poderão dar fim à ofensiva dos golpistas. Fora Bolsonaro e todos os golpistas! Liberdade para Lula!