Coleta de assinaturas
Os mutirões são realizados duas vezes por semana para colher assinaturas pela liberdade do ex-presidente Lula
69372498_3078802465470302_8532947338124066816_o
Militantes do PCO colhem assinaturas em mutirão no Rio de Janeiro. Foto: DCO |

A campanha nacional realizada pelos militantes do Partido da Causa Operária (PCO) e dos Comitês de Luta Contra o Golpe de recolher assinaturas pela liberdade de Lula em mutirões semanais tem se destacado como a principal forma de mobilização, agitação e propaganda pela libertação do ex-presidente.

Até o momento, mais de 30 mil assinaturas foram colhidas nesses mutirões. Não apenas a população tem assinado, mas de maneira animada, demonstrando de forma contundente e enfática a disposição em lutar para que o ex-líder operário saia da prisão onde foi jogado de modo completamente ilegal.

Os mutirões são realizados todos os domingos em todo o território nacional, desde as capitais dos estados até cidades pequenas. Em feiras, praças, comércios, locais de grande movimentação de pessoas, há militantes nos domingos colhendo assinaturas.

Às quartas-feiras, os militantes também começaram a realizar mutirões nas universidades públicas do Brasil inteiro, para reforçar essa campanha de massas.

Eles foram fundamentais para a convocação do ato nacional do último dia 14 de setembro em Curitiba, no qual mais de mil pessoas viajaram de todas as partes do Brasil para demonstrar o repúdio popular aos golpistas e a vontade geral da população pela liberdade do ex-presidente Lula.

Aquele foi apenas o primeiro de muitos grandes atos que devem (que precisam) ser organizados pela esquerda. Já está marcado, inclusive, o segundo grande ato, também na capital paranaense. No próximo dia 27 de outubro, milhares de pessoas se deslocarão das mais diversas regiões do País para exigir novamente a justiça para Lula, que é sua liberdade imediata e anulação de todos os processos da grande farsa que é a Operação Lava Jato.

E os mutirões que o PCO e os Comitês de Luta Contra o Golpe estão realizando são, novamente, o principal instrumento de convocação para esse ato, que promete ser muitas vezes maior do que o ato do dia 14.

Todos os militantes do PCO, dos Comitês e da esquerda que luta pelos direitos democráticos e contra o golpe devem participar ativamente dos mutirões. Devem colher as assinaturas, distribuir os panfletos convocando o ato, e todos os materiais já produzidos pela campanha de liberdade do ex-presidente Lula.

É preciso, também, conjuntamente, convidar a população a participar das caravanas para Curitiba, a fim de que o ato do dia 27 seja uma grandiosa demonstração de força das massas populares e proletárias que faça tremer a burguesia e o governo golpista e ilegítimo do fascista Jair Bolsonaro.

Relacionadas