Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ll
|

Da redação – Uma multidão composta principalmente por militantes dos movimentos populares, como o MST, o PT e o próprio PCO, está nesta exato momento em frente à sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, aguardando a saída do ex-presidente Lula.

Lula se dirigiu ao local por volta das 13:30, sendo a primeira vez que deixou a masmorra em que o confinaram há 222 dias, em uma prisão nitidamente política como parte do golpe de Estado que derrubou a ex-presidenta Dilma e tirou o PT do governo, colocando de maneira fraudulenta nessas eleições o ilegítimo e fascista Jair Bolsonaro.

O ex-presidente, preso com a desculpa esfarrapada e sem provas sobre a suposta posse de um triplex no Guarujá, agora enfrenta um novo caso, o de um sítio em Atibaia, cujas testemunhas ouvidas até agora afirmam que ele não pediu para que fossem realizadas reformas e que, mais uma vez, não há provas de ilicitude, tratando-se de uma mais perseguição política.

Presente no ato, a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, declarou: “Como podem condenar um homem que não cometeu nenhum ato ilícito?”. “Não arredaremos pé. Não desistiremos de Lula nunca. O lugar de Lula é na rua com o povo”, continuou. “Todos sabem que se Lula tivesse disputado a eleição, ele seria o presidente do Brasil”, finalizou.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas