Auxílio emergencial
Bolsonaro vetou projeto que permitiria as mães que cuidam sozinhas dos filhos terem direito a duas cotas do auxílio emergencial.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bolsonaro risada
Jair Bolsonaro, presidente ilegítmo eleito pela fraude de 2018. | DCO

Governo Bolsonaro vetou projeto de lei, PL 2.508, aprovado no Senado que permitiria as mães que cuidam sozinhas dos filhos terem direito a duas cotas do auxílio emergencial, um ataque direto às mulheres. O auxílio emergencial é uma verdadeira esmola, não supre as necessidades dos trabalhadores que estão desempregados. Para as mulheres provedoras do lar, o benefício é ainda mais insuficiente e precariza ainda mais as condições de vida destas famílias.

É preciso mobilizar os trabalhadores pela retomada dos empregos, diminuição da carga horária de trabalho para 30 horas, um salário vital de 4 mil reais para todos trabalhadores do país. Para isso é precisso ocupar às ruas lutar pela derrubada do governo golpista de Jair Bolsonaro, inimigo das mulheres e dos trabalhadores em geral, e pelo fim do golpe de 2016.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas