“Mulher tem que ficar em casa”: ministra de Bolsonaro revela que a direita é inimiga das mulheres

damares-alves-3

Da redação – Confirmada para o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, a pastora evangélica, Damares Alves, que também é advogada e assessora do Senador Magno Malta desde 2015. Esse ministério ficará ainda com a gestão da Funai (Fundação Nacional do Indio), que a partir de janeiro deixará o Ministério da Justiça.
Damares declarou que pretende criar um pacto pela infância e também afirmou que: “Nenhum homem vai ganhar mais do que mulher nessa nação desenvolvendo a mesma função. Isso já é lei”. Evidente que são argumentos de quem acaba de ser indicada para um cargo e pelo visto não tem idéia nenhuma da realidade do mercado de trabalho brasileiro para as mulheres assalariadas.

Em uma palestra ministrada em 2014, cujo tema era “Riscos que corre a família brasileira”, a pastora disse: “Eles querem muito mais que construir no Brasil a homonormatividade. Eles querem, pior, destruir a heteronormatividade. Isso me preocupa muito, mas eu gostaria que esta nação tivesse outro decreto. Sou cristã, pastora e a minha regra de fé é a Bíblia”. Na ocasião Damares estava criticando o governo Lula e quer impor sua religião dentro de um Estado que deveria ser laico e respeitar as diferenças.
Nesta semana se pronunciou sobre o fato de ser apontada para o cargo de Ministra, proferindo a frase, “mulher nasce para ser mãe”, uma posição de quem defende que mulher se mantenha em uma posição submissa e secundária, o setor mais explorado da sociedade capitalista.
As frases carregadas de preconceito e moralismo cristão não combinam em nada com a realidade vivida pela maioria das mulheres brasileiras que trabalham e são chefes de família, tem jornada dupla de trabalho e se desdobram para cuidarem de todas os trabalhos remunerados ou não.
A lógica dos fatos nos faz permenecer atentos aos próximos capítulos do que podemos esperar para políticas públicas para mulheres para o próximo período, que se demonstra no mínimo, sombrio!