Guerra contra os indígenas
Mulher indígena é estuprada e assassinada em área de conflito no MS
Os setores mais reacionários e violentos do campo ganharam carta branca para atacar os povos oprimidos que lutam pela terra
Estupro e morte de indígena
Guerra contra os indígenas
Mulher indígena é estuprada e assassinada em área de conflito no MS
Os setores mais reacionários e violentos do campo ganharam carta branca para atacar os povos oprimidos que lutam pela terra
Estupro e assassinato em área controlada por latifundiários.
Estupro e morte de indígena
Estupro e assassinato em área controlada por latifundiários.

Neste último domingo (1), uma jovem indígena foi encontrada morta em um canavial próximo à Aldeia Bororó, em Dourados – MS. Segundo a polícia, a vítima foi asfixiada e apresentava sinais de estupro.

Jovem indígena estuprada e assassinada.

A jovem vítima Carolaine Espindola, da etnia Kaiowa, que saíra de casa no sábado (31) só foi encontrada na manhã do dia seguinte por moradores da aldeia. Após o incidente, Equipes da Polícia Militar, Polícia Civil e peritos foram até o canavial averiguar a situação. Um casal foi levado à delegacia para prestar depoimento.

Diante da ofensiva da direita contra as mulheres e no campo, indígena é assassinada e estuprada em área historicamente conhecida por – conflitos – com latifundiários. Essa é uma maneira de intimidar os indígenas e as mulheres que lutam por seus direitos e contra a escalada fascista do governo golpista de Jair Bolsonaro (PSL).