Fascistas avançam no Brasil
Extrema-direita é responsável por mais um ataque a mulheres, dessa vez a um casal de lésbicas em São Paulo. Combater os fascistas é de caráter fundamental.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
um-dos-socos-atingiu-mayara-mahmad-26-que-estava-no-grupo-de-cinco-amigas-1578338571466_v2_450x600
Para derrotar os fascistas, Fora Bolsonaro. |

No último domingo, a fotógrafa Gabrielle Amato, junto a um grupo que totalizava cinco mulheres, sofreu agressões físicas e verbais provindas de três homens desconhecidos em um parque de diversões há 80 km de São Paulo, o chamado Hopi Hari de Vinhedo.

As mulheres, como relatam nos vídeos lançados nas redes sociais, estavam aproveitando o dia entre três amigas e um casal lésbico, quando enquanto esperavam na fila de uma das atrações do parque, foram abordadas por um trio de pai e filho juntos a um amigo que, entoando dizeres a favor do presidente fascista, Jair Bolsonaro, declaravam o desejo de expulsa-las do local, culminando por fim em covardes agressões feitas pelo grupo contra as mulheres, onde por meio de socos e chutes, atingiram as visitantes.

A fotógrafa em seus redes sociais denunciou o fato e escancarou os reais motivos da agressão: o fato de serem lésbicas. Gabrielle comenta além disso a surpresa com a situação pois, de acordo com a mesma, agressões desse tipo eram incomuns até então, pelo menos envolvendo sua pessoa.

https://www.instagram.com/p/B68i49Fhr06/?utm_source=ig_embed

 

O aparecimento destes tipos de caso como de Gabrielle, cada vez mais frequentes entre mulheres e negros, é um reflexo do avanço da extrema-direita no Brasil. Se como diz a fotógrafa, tal situação se mostra diferente do que acontecia no passado, temos um forte exemplo prático de como passa a agir os fascistas quando sentem-se confortáveis de atuarem na política nacional.

Junto a eventos pontuais de agressões, brutais assassinatos, etc, a extrema-direita já deu diversos sinais do seu desenvolvimento político e organizativo no país. Inicialmente como núcleo sólido das campanhas que geraram o golpe contra Dilma, hoje a extrema-direita passou a concentrar muitos das bases dos falidos partidos burgueses tradicionais, levando com que dois anos depois o presidente do país, eleito por meio da fraude eleitoral, fosse a maior representação fascista no continente.

Contudo, no mesmo caminho de Jair Bolsonaro, outro grupo da extrema-direita, ainda mais firme ideologicamente e organizado, a Frente Integralista Brasileira (FIB) -organização que busca reestruturar o integralismo no país-, voltou a aparecer nos jornais burgueses como uma crescente força política, passando a ocupar cargos no governo Bolsonaro e a iniciar o projeto de criação de um partido fascista nacional.

Para rebater o crescimento da extrema-direita por todo país, a esquerda brasileira necessita se organizar para tal função. Os fascistas estão novamente tirando a cabeça para fora e falta uma real resposta dos movimentos populares que possam esmaga-los enquanto a situação não piora muito mais.

Com este intuito, a esquerda necessita abandonar a mera política eleitoreira de frente única com a dita “direita democrática”, setor este responsável pela estruturação do fascismo no país, e utilizar-se de meios reais e práticos uma política que derrote nas ruas os fascistas, além de garantir a defesa de seus militantes e possibilitar o fim dos ataques contra a população.

Sendo assim, medidas imediatas como a formação de comitês de autodefesa, junto a uma política de rua que avance na luta contra os fascistas, sobretudo atingindo o que é o hoje sua coluna vertebral -o governo Bolsonaro -, exigindo o Fora Bolsonaro, novas eleições, etc, é de caráter fundamental para o momento em que vivemos.

Com os fascistas não há conversa! Fora Bolsonaro e todos os golpistas!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas