Autoria de deputado petista
Proposta por petista, lei de censura já permite à burocracia judicial de MT punir quem for julgado culpado por criar ou difundir notícias consideradas falsas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
censura-1-e1567794817884
Foto: Arquivo/DCO |

Da Redação – Foi sancionado no Mato Grosso uma lei prevendo multa, com valor variando entre 20 a 200 Unidade Padrão Fiscal (UPFs), a quem criar ou difundir informações consideradas falsas, as chamadas fake news. Segundo a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), o valor de uma UPF em maio é de R$151,58, o que implica em um até R$30.316,00 a quem for condenado sob tal acusação.

A lei de censura, que pune informações sobre epidemias e pandemias julgadas como falsa pela burocracia judicial do estado, é de autoria do deputado estadual Valdir Barranco, do PT.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas