Violência contra o MST
Centenas de famílias são despejadas violentamente de acampamentos sem-terras na Bahia
Registro do despejo dos acampados. |

Mais de 700 famílias foram brutalmente despejadas dos acampamentos do Movimento Sem Terra, no norte da Bahia. Os despejos aconteceram no acampamento Abril Vermelho, Doroty e Irany, nas respectivas cidades de Casa Nova e Juazeiro.

De acordo com os moradores, os policias militares chegaram atirando, um homem teria sido baleado na cabeça. As famílias estavam acampadas desde 2007 por meio de um acordo estabelecido entre o governo estadual, federal e outras instituições, como  o INCRA.

Ao todo, nos acampamentos eram produzidos mais de 7200 toneladas de alimentos.

Trata-se de mais uma ação criminosa impulsionada pelo governo golpista de plantão, de Jair Bolsonaro, na esteia da política de perseguição contra os movimentos sociais. Ação esta que é adotada também pelo governo da Bahia, de Rui Costa do PT, o que demonstra a cada vez maior adaptação dos chamados governos de esquerda à política direitista  de repressão e violência imposta em todo o país pela direita golpista.

Os moradores denunciaram, por exemplo, a completa omissão do governador Rui Costa diante da extrema violência da PM contra os sem-terra.

É preciso repudiar toda e qualquer perseguição aos sem-terras, organizar em cada acampamento os comitês de auto-defesa para reagir à violência imposta pelo regime golpista.

Abaixo, o vídeo de denuncia da desocupação feito por moradores:

 

Relacionadas