MPF instaura tribunal racial em concurso para Polícia Rodoviária

PRF

Seguindo a política de controle absoluto e de opressão social, a Policia Rodoviária Federal (PRF) convoca candidatos para etapa de heteroidentificação. De acordo com o Ministério Público Federal, todos os autodeclarados negros devem ser convocados e examinados.

Recentemente a PRF e o Cebraspe divulgaram uma nova convocação de candidatos negros para a etapa de heteroidentificação de concurso para policiais rodoviários. A convocação será para todos os que se autodeclararam negros que – fortuitamente – não foram eliminados no tribunal subjetivo do Estado que encarcera e massacra negros aos montes: primeiro pela avaliação psicológica e segundo pela investigação social. O tribunal foi iniciado dia 21 de julho, conforme já estava marcado para todos os convocados.

É importante destacar que esta medida arbitrária tem o mesmo critério em relação às cotas raciais, onde a autodeclaração de que o indivíduo é negro é ignorada, e o Estado passa a decidir quem é negro ou não é. É evidente que os órgãos de repressão não querem negros em seus cargos, justamente porque são um organismo para dizimar a população negra; e, claramente, a PRF se enquadra nisso: as blitz e todas as operações de abordagem truculenta são feitas principalmente contra negros.