CEF na mira dos golpistas
Medida Provisória de Bolsonaro e Paulo Guedes agiliza privatização da Caixa Econômica Federal sem licitação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
caixa_100_publica_0
Faixa em defesa do banco estatal brasileiro | Foto: Reprodução

O presidente ilegitimo Bolsonaro junto ao seu Ministro da Economia, o banqueiro Paulo Guedes, editaram nesta sexta-feira (7) uma medida provisória a (MP) Nº 995/2020, autorizando as subsidiárias da Caixa Econômica Federal (CEF) a incorporar ações de outras sociedades empresariais, isso abre caminho para a venda e desmonte dessa estatal brasileira.

Sem licitação essa medida significa que o governo vai arrumar um sócio para dividir os lucros da Caixa. Os novos sócios vão encontrar tudo pronto, clientes, a mão de obra e a infraestrutura do banco. Segundo o diretor de Formação da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Jair Pedro Ferreira para o site da CUT, “o governo só está chamando alguém para comer o filé que é de todos os brasileiros”.

Visto que o lucro da Caixa é do Estado, da União, e deveria ser investido em programas sociais como educação, saneamento, cultura, seguridade social, entre outras áreas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas