Campanha internacional
Movimentos sociais marcham pela liberdade de Lula na África do Sul
Dirigente sul-africano visitou Lula na prisão em Curitiba no último dia 4
llllll08
Campanha internacional
Movimentos sociais marcham pela liberdade de Lula na África do Sul
Dirigente sul-africano visitou Lula na prisão em Curitiba no último dia 4
É preciso haver mais atos internacionais e nacionais. Foto: Ricardo Stuckert
llllll08
É preciso haver mais atos internacionais e nacionais. Foto: Ricardo Stuckert

Da redação – Em entrevista à página do MST na Internet, o vice-presidente do Partido Socialista Revolucionário dos Trabalhadores da África do Sul (SRWP), Moleko Pakhedi, relatou algumas das ações desenvolvidas pela esquerda sul-africana no âmbito da campanha internacional pela liberdade do ex-presidente Lula.

“Não exitamos em fazer uma campanha pela sua liberdade, e vamos continuar fazendo isso. Estamos organizando marchas e petições na África do Sul, como parte do programa da Assembleia Internacional dos Povo, fazendo o chamado para que ele seja libertado”, disse o dirigente.

Assim, o militante enfatiza a importância da campanha internacional pela liberdade de Lula, preso político há 521 dias nas masmorras de Curitiba. Em todos os cantos do mundo, ativistas de esquerda vêm realizando ações de denúncia da prisão e exigindo a liberdade do líder petista. Recentemente, foi realizada uma caravana na Europa que passou por três países; na França militantes, dentre eles do PCO, organizaram um ato em Paris; em Cuba as ações têm o apoio do governo operário da ilha.

No Brasil, os movimentos de luta contra o golpe, destacadamente o PCO, convocam um grande ato nacional para o próximo sábado (14), em Curitiba, para encher a cidade com uma maré vermelha que demonstre a ânsia popular pela liberdade do ex-presidente.