Polêmica
O movimento Estamos Juntos, uma verdadeira geleia política é uma picaretagem para favorecer a direita
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
estamos_juntos-8164558
manifesto Estamos Juntos | Foto: Reprodução

No site Vermelho, ligado ao PCdoB, o artigo no estilo água com açúcar intitulado “Movimento Estamos Juntos: a onda de esperança se formou”, de autoria de Carolina Kotscho, roteirista e presidente da Abra (Associação Brasileira de Autores Roteiristas), apresenta uma versão idílica e completamente fantasiosa das origens e objetivos do  “movimento Estamos juntos”.

O artigo construído pela roteirista é notadamente uma peça de ficção, procurando apresentar “valores” e “ objetivos” em linguagem bem ao gosto da classe média despolitizada das redes sociais, mas sem nenhum conteúdo prático.

Dessa forma, nesse roteiro de matinê, o “movimento Estamos juntos” surgiu “ espontaneamente” para combater o “discurso do ódio e defender nossas vidas e a nossa democracia”:

Estamos Juntos é um movimento organizado por um grupo de cerca de 50 pessoas, unidas pelo sentimento de urgência, para combater o discurso do ódio e defender as nossas vidas e a nossa democracia. Não temos partido, nem candidato. (…) Estamos Juntos é um movimento verdadeiramente espontâneo, organizado pela sociedade civil.”

O velho truque do apartidarismo, tão ao gosto da direita e do próprio PCdoB no movimento estudantil, é apresentado como uma das características do “movimento espontâneo”, isso apesar dos políticos ligados aos partidos tradicionais da burguesia, bem como os próprios políticos da esquerda oportunista, como os deputados do PCdoB e até o chefe histórico do PSDB, seu presidente de honra, o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso, serem membros do “movimento”.

Mais adiante, a articulista resolveu ir para o “combate” e declara que para combater o “ódio” o Estamos Juntos propõe

Jogamos amor e flores no ventilador, e uma onda de esperança se formou.“

E depois de afirmar que é um movimento sem partido, proclama que está “aberto a todos”, inclusive  aos partidos e agentes políticos”

Estamos Juntos é um convite aberto a todos, inclusive a partidos e agentes políticos comprometidos com nossos princípios, a se unirem neste movimento em defesa da vida, da democracia e do Brasil.

O que a autora não esclarece é que “todos” os partidos e agentes políticos incluem os políticos que deram o golpe de 2016 e que inclusive apoiaram e elegeram Bolsonaro. Recomenda-se inclusive a presença da “pluralidade” de posições, juntando tanto a esquerda como a direita para a busca do bem comum.

Temos ideias, experiências e expectativas diferentes, mas estamos unidos para proteger nossas vidas, nossas famílias e nossa democracia. Temos opiniões e paixões políticas diferentes, mas defendemos os mesmos princípios.

Como o ex-presidente Lula assinalou, não existe uma única reivindicação vinculada à luta dos trabalhadores e do povo. Tudo é apresentado em nome da “humanidade” da “justiça” e do “amor”. A suposta defesa da “democracia” através da união é completamente vazia e visa tão somente esconder que se trata de movimento organizado pela direita golpista para reciclar-se politicamente. Nem mesmo a palavra de ordem “Fora Bolsonaro” está presente no manifesto do Estamos Juntos.

Somos muitos, somos diferentes, e estamos juntos. Só o amor, a união, a justiça e a democracia podem vencer o ódio e construir um Brasil com mais alegria, que realmente nos dê orgulho, como diz o nosso manifesto lançado no dia 29 de maio. Vamos juntos escrever uma nova história.”

A adesão do PCdoB, de Guilherme Boulos (PSOL) e de Fernando Haddad (PT) a essa verdadeira geleia política não é fruto de engano ou autoengano, trata-se de uma picaretagem política, uma tentativa de traficar na esquerda a política de frente ampla, ou seja, colocar os trabalhadores a reboque de um setor da direita.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas