Extrema direita nega o vírus
Manifestação em Roma reuniu um novo grupo que nega a pandemia e pede a saída de Giuseppe Conte.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
papalardo-1
Antonio Pappalardo e movimento coletes laranja. Imagem: reprodução. | Imagem: reprodução.

Manifestação realizada na tarde desta quarta (03) em Roma, na Piazza del Popolo, reuniu pessoas vestidas com coletes de cor laranja e reivindicava o fim do governo de Giuseppe Conte, atual primeio-ministro.

Num pequeno palanque montado na praça discursou Antonio Pappalardo um carabinieri (policial) aposentado, que parece liderar o movimento, o qual já afirmou em outra entrevistas recentes oportunidades que “o vírus não existe” e “um engano para controlar os povos” pedindo a renúncia do primeiro ministro.

Seu discurso nesta quarta (03) pedia ainda a saída da Itália da União Europeia e o retorno da Lira, como moeda no país.

Ao fim do discurso foi tocado o hino da Itália, pelo qual alguns manifestantes chegaram a fazer a saudação fascista.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas