Greve geral e Fora Bolsonaro
A categoria deve paralisar a atividade nacionalmente pois estão abandonados e precisam lutar pela derrubada do governo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
FB_IMG_1591025778982
Em memória de Niro Sebastião Pacheco | Foto: reprodução

A SINTECT-RJ comunicou neste domingo (31) o falecimento do companherio ecetistas, Niro Sebastião Pacheco, carteiro, lotado no Cdd Nilópolis, devido ao COVID-19.

Como medida preventiva ao avanço a contaminação pelo novo coronavírus, o Sindicato vem realizando paralisações, como no CDD Taquara após um trabalhador ser contaminado pela covid-19 e a empresa descumprir o protocolo original que concede o afastamento imediato do efetivo da unidade para o trabalho remoto, aplicação de medidas de segurança e desinfecção do setor.

Porém, o sindicato precisaria parar por uma greve geral política todos os trabalhos em todas as unidades nacionalmente. Está claro que o governo abandonou os trabalhadores para a morte, sem testes, UTIs e EPIs.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas