Morre Hélio Bicudo, um dos autores do pedido de impeachment que derrubou Dilma Rousseff

helio1

Da redação – Morreu na manhã desta terça-feira, 31, em sua casa, aos 96 anos, o jurista e ex-político do Partido dos Trabalhadores, Hélio Bicudo. Os locais de velório e enterro ainda não foram divulgados.

Em sua longa vida, Bicudo foi ativista pelos Direitos Humanos. Quando era promotor na década de 1970 condenou assassinos do Esquadrão da Morte, uma organização paramilitar de São Paulo. Também foi da Procuradoria Geral em SP, professor no Largo São Francisco, bem como presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos. Foi um dos primeiros fundadores do PT no início da década de 1980 e por duas vezes foi deputado federal pelo PT. 

Entre 2001 e 2004, vice-prefeito paulistano na gestão de Marta Suplicy. Participou também da gestão de Luiza Erundina entre 1989 e 1990, de quem foi secretário dos Negócios Jurídicos e tempos depois, em 2005, deixou o PT se afastando do partido.

Foto da gestão com Luiza Erundina no PT de São Paulo

Em 2016 foi um dos autores, ao lado de Janaína Pascoal e Miguel Reale Jr. do pedido de impeachment que resultou no golpe contra a ex-presidente de Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados.