Moro no Ministério: Lula é um preso político preso por um político

sm

Em um dos maiores escândalos dos golpistas, Sérgio Moro, o juiz da operação Lava Jato, vai assumir o Ministério da Justiça a convite do presidente ilegítimo, recém “eleito”, em uma eleição completamente fraudulenta, Jair Bolsonaro.

É de Sérgio Moro a autoria de um dos maiores crimes políticos da história nacional que foi a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva, que seria candidato nestas eleições de 2018 e venceria com facilidade gente como Bolsonaro.

A prisão se deu no marco do aprofundamento do golpe de Estado, ainda em abril deste ano, e foi completamente ilegal. Ilegalidade denunciada inclusive por organismos internacionais, países, chefes de Estado, e também pelo movimento de luta contra o golpe no Brasil.

Lula já afirmou, em entrevista, que sempre acreditou que o Moro militaria fora da magistratura pois o considerava um quadro político. Mas a rapidez desse raciocínio surpreendeu a todos, até mesmo golpistas, como o político Cristovam Buarque, que disse, no Congresso Nacional, que “se Moro virar ministro prevalecerá que houve conspiração”

Lula estava certo. Moro é um político a serviço do golpe e prendeu Lula para eleger Bolsonaro e virar ministro da justiça logo em seguida. O que acontece com Lula é pura e simples perseguição política, a serviço dos interesses dos grandes capitalistas estrangeiros e “nacionais”, os verdadeiros donos do golpe.