“Moro ladrão, roubou a eleição”, gritam manifestantes em frente ao Palácio da Justiça em Brasília
IMG_20190610_133833337_HDR_20190610_145909802
“Moro ladrão, roubou a eleição”, gritam manifestantes em frente ao Palácio da Justiça em Brasília
IMG_20190610_133833337_HDR_20190610_145909802

Da redação – A população já começou a protestar contra a farsa da Lava Jato e da condenação do ex-presidente Lula depois das revelações do site The Intercept Brasil. Na noite de ontem, uma série de quatro reportagens do Intercept revelou conversas privadas entre o ex-juiz Sérgio Moro, hoje ministro da Justiça de Bolsonaro, e procuradores da Lava Jato, como Deltan Dallagnol, que demonstraram que Lula que não teve um julgamento imparcial. O juiz que condenou Lula agia como auxiliar da acusação nos bastidores, montando nas sombras uma história para perseguir Lula politicamente e condená-lo sem provas.

A notícia bombástica tem grande potencial de mobilizar a população contra a direita golpista. Além do conluio entre a acusação e o juiz, as mensganes também mostraram procuradores agindo para impedir uma entrevista de Lula e assim interferir nas eleições, e o reconhecimento de Dallagnol de que não tinha provas (a não ser “indiretas”) contra Lula.

Hoje mesmo já aconteceu um protesto em Brasília. Espontaneamente, cerca de 12h30, um grupo de pessoas reuniu-se em frente ao Palácio da Justiça para se manifestar contra a farsa da condenação de Lula e a fraude das eleições doa no passado. Entre outras palavras de ordem, os manifestantes diziam: “Moro ladrão! Roubou a eleição!” A mobilização contra Bolsonaro já vinha crescendo. Agora há uma tendência favorável a intensificar a mobilização contra o governo e a exigência de liberdade imediata para Lula. Os processos contra o ex-presidente devem ser anulados, a farsa da direita golpista desmoronou.