Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
1472246865
|

Da redação – A pedido do ministro fascista da Educação, Abraham Weintraub, o outro ministro fascista, da Justiça, Sergio Moro, acionou a Força Nacional de Segurança para “proteger” as instalações do Ministério da Educação (MEC), neste dia de atos nacionais diretamente contra os cortes na educação superior e contra o presidente ilegítimo (e igualmente fascista) Jair Bolsonaro.

Moro publicou hoje uma portaria no Diário Oficial da União autorizando o órgão repressor a agir para a “preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, na defesa dos bens e dos próprios da União, no prédio do Bloco L”. Ele ainda sinalizou que o uso da Força Nacional pode continuar mesmo depois dos atos de hoje, embora, inicialmente, ele esteja no âmbito da operação especial deste dia nacional de greves.

Os estudantes em todo o Brasil, bem como professores e trabalhadores, com grande presença dos movimentos populares, já estão nas ruas desde a manhã, em atos diretamente contra Bolsonaro – embora uma parte da esquerda, influenciada pela imprensa burguesa, insista que seriam atos exclusivamente relativos à educação.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas