Mobilizar os negros contra Bolsonaro e todos os golpistas

negros

Uma das maiores e principais vítimas do golpe de estado de 2016 são os negros, as conquistas sociais que lhes permitiram alguma dignidade estão sendo totalmente destruídas pelos golpistas. Os negros sempre foram os mais explorados e massacrados desde a escravidão na era colonial, são os negros, agora na crise capitalista, os que mais estão sofrendo com os ataques contra população do governo do golpista, racista e fascista Jair Bolsonaro.

A população negra é quem mais necessita e que estão sentindo os cortes de gastos com serviços públicos de saúde e educação da PEC 95, bem como, de programas de assistência social. Os negros são os mais vulneráveis na questão do trabalho, são os trabalhadores rurais, terceirados, informais e domésticos. Segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os negros recebem em média 1200 reais a menos que os brancos.

São os negros ainda a maiores vítimas do trabalho escravos, aproximadamente 90% dos mais de 53 mil trabalhadores resgatados desde 1995, sendo mais de 41 mil resgatados entre 2003 e 2013 (governos do PT). Bolsonaro prometeu fazer aquilo que Michel Temer não conseguiu acabar com a PEC do Trabalho Escravo.

Os jovens negros são as maiores vítimas do aumento de 25% da população carcerária desde o golpe, o número de vítimas de encarceramento massivo no Brasil superou o número de 730 mil presos. Os jovens negros são a maior parte dos 40% que não tiveram direito de ampla defesa e que sequer foram julgados. São a maior parte dos jovens recebem tratamento desumano nas prisões superlotadas em 176% de sua capacidade.

Os negros são as maiores vítimas letais da polícia militar, sendo mais três vezes maior que os brancos. O que aconteceu com o músico morto com 80 tiros de fuzil pelo exército no Rio de Janeiro é rotina com a polícia militar em todos país, quem não se lembra do caso de Amarildo? Os negros também são a maioria dos presos em flagrante delito, duas vezes e meia mais que os brancos e muitas vezes sem crime algum, quem não se lembra de Rafael Braga preso por ter uma garrafa de “Pinho sol” na mochila?

A superexploração, a opressão política, o confinamento nas periferias e favelas, a ocupação dos postos de trabalho de menor remuneração, os massacres e a repressão estatal, o sacrifício dos direitos, o abandono ao desemprego e a miséria levam os jovens negros ao suicídio, que é 45% maior que os jovens brancos.

O povo negro por meio de suas organizações e movimentos deve se levantar contra a política anti-povo que promove na prática seu extermínio. É urgente que povo negro integre as suas forças aos comitês de luta contra o golpe e autodefesa em unidade às demais organizações e movimentos populares que lutam contra o golpe para derrotar o governo de Bolsonaro e colocar um governo eleito pelo povo no lutar. Fora Bolsonaro e todos os golpistas! Eleições gerais com Lula Livre e candidato!