Siga o DCO nas redes sociais

Em 2020
Mobilizar nas escolas e universidades pelo Fora Bolsonaro
É preciso organizar comitês de luta nas em todas as instituições de ensino para combater a extrema-direita e mobilizar pela derrubada do governo golpista
fora-bolsonaro-por-luis-felipe-miguel-forabolsonazi-1-1024x585-1280x720
Em 2020
Mobilizar nas escolas e universidades pelo Fora Bolsonaro
É preciso organizar comitês de luta nas em todas as instituições de ensino para combater a extrema-direita e mobilizar pela derrubada do governo golpista
2020 é o ano do Fora Bolsonaro.
fora-bolsonaro-por-luis-felipe-miguel-forabolsonazi-1-1024x585-1280x720
2020 é o ano do Fora Bolsonaro.

O ano de 2019 foi marcado pelos intensos ataques por parte dos golpistas contra os professores e estudantes das escolas públicas e universidades de todo o País. O governo golpista e fraudulento de Jair Bolsonaro, representante dos bancos e do imperialismo, estabeleceu no início do ano uma política de corte de 30% das verbas destinadas para as universidades. Nas escolas, os governos golpistas estaduais impuseram uma política de ataque aos professores e às suas condições de trabalho, aprofundando a política de sucateamento que já vinha sendo aplicada.

Somado a isso, a extrema-direita e a direita golpista procuraram impor uma política de perseguição contra os estudantes e professores por meio de propostas como “Escola Sem Partido”, visando estabelecer a censura e o assédio contra professores e alunos.

A reforma da Previdência aprovada no âmbito federal e agora sendo votada nos estados, representa um duro ataque ao direito dos professores, que na prática perderão o direito à aposentadoria, assim como as demais categorias.

Em 2020 a extrema-direita e a direita golpista buscarão aprofundar ainda mais esta política de ofensiva contra a educação pública. Vale destacar que os professores e estudantes do ensino público têm sido nos últimos anos um dos principais setores na luta contra os golpistas. A greve da educação e contra o governo golpista em maio de 2019 foi a maior mobilização contra o governo, tendo à frente os professores da rede pública de educação e os estudantes.

Diante deste cenário,  a única forma de reagir a esta ofensiva é organizar comitês de luta em todas as instituições de ensino e mobilizar professores e estudantes de todo o país pelo “Fora Bolsonaro”. A única forma de defender a educação é colocando abaixo o governo golpista.