Contra o neoliberalismo
O golpe de 2016 e a fraude eleitoral de 2018 colocaram no poder o golpista e ilegítimo Bolsonaro, nada foi isolado no quadro político mais geral da América Latina
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
WhatsApp Image 2019-10-27 at 09.42.11
Foto: Diário Causa Operária |

Da redação – Hoje é dia de ato nacional em Curitiba para defender a liberdade do ex-presidente Lula. Depois de dar um golpe em 2016, a direita golpista organizou todo o regime político de modo que a prisão política de Lula continue. Vazamentos de mensagens privadas de agentes da Lava Jato mostraram o envolvimento de procuradores, juízes, policiais e até ministros do STF em uma ampla tramoia para perseguir o ex-presidente. Manter Lula preso é muito importante para a direita golpista. E do outro lado, impor ao regime por meio da mobilização popular a liberdade para Lula pode levar a direita ao colapso e a uma derrota da política neoliberalismo no Brasil e em todo o continente.

Uma onda continental

O golpe de 2016 e a fraude eleitoral de 2018 colocaram no poder o golpista e ilegítimo Jair Bolsonaro. Nenhum desses acontecimentos foi isolado no quadro político mais geral da América Latina. O imperialismo organizou uma série de golpes em todo o continente para impor o mesmo tipo de política neoliberal, com cortes de gastos públicos e ataques às condições de vida de amplos contingentes da população. Ataques que consistem na imposição de menos direitos trabalhistas, salários menores, aposentadorias menores e que chegam mais tarde etc.

As revoltas populares recentes no Haiti, Honduras, Equador e Chile expressam uma reação dos trabalhadores a essa política em todo o continente. São todas reações a um mesmo tipo de política. No Brasil, a exigência de Fora Bolsonaro e a luta pela liberdade de Lula expressam de forma organizada essa rejeição. É preciso procurar estabelecer essas exigências como eixos das mobilizações a partir de agora, de modo que as manifestações tenham um programa político claro que não possa ser contornado com manobras como concessões sociais parciais ou recuos pontuais do governo. Rumo a grandes mobilizações como está acontecendo agora no Chile. Fora Bolsonaro! Liberdade para Lula!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas