Ministro do Trabalho indicado pelos patrões toma posse

ministro_do_trabalho

Da redação – O presidente golpista Michel Temer empossou ontem, dia 10, o advogado Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello como Ministro do Trabalho, após reunião com os patrões da CNI (Confederação Nacional das Industrias) no dia anterior, a cerimônia no Palácio do Planalto foi marcada pela afirmação de que os donos do golpe mandaram continuar com a Reforma Trabalhista.

Em discurso, o usurpador da cadeira presidencial, disse que Caio Vieira de Mello assume a pasta no momento em que o emprego é a prioridade do povo brasileiro e do governo. Porém, o inimigo dos trabalhadores, após dois anos de golpe, já destruiu a CLT – chamando de “modernização” -, perdoou dívidas de grandes empresários capitalistas e bancos, congelou gastos em investimentos públicos por 20 anos e etc.

“O ministro Caio Vieira de Mello é um nome de grande experiência e traz para a nossa equipe décadas de atuação na área jurídica, mas sobretudo na área da Justiça trabalhista. Acumula um conhecimento valiosíssimo neste momento em que a necessidade maior do brasileiro e, portanto, a prioridade do nosso governo é precisamente o emprego”.

Ao invés de Temer estar sendo investigado, está no poder e vai aprofundar mais ainda o ataque dos patrões contra os trabalhadores. O golpista gerou o maior nível de desemprego dos últimos 22 anos, 13,2 milhões de desempregados, segundo números oficiais, ou seja, o número é muito maior, e agora diz que seu novo ministro, parceiro de escritório da mulher do ministro golpista do STF, Gilmar Mendes, vai salvar os trabalhadores junto aos patrões.