Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Brazil's Environment Minister Ricardo Salles looks on after a news conference in Sao Paulo, Brazil, March 25, 2019. REUTERS/Nacho Doce
|

Após a concessão, efetuada pelo Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, do Parque Nacional Pau Brasil, no sul da Bahia, à iniciativa privada, agora foi possível perceber mais um ataque ao País. O próximo alvo é o Parque Nacional dos Campos Gerais, no centro-leste do Paraná.

Em uma reunião, realizada durante o feriado de 1 de Maio, entre Ricardo Salles e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa, Douglas Taques Fonseca, foi discutido um plano para acabar com a preservação do espaço, abrindo o mesmo para a destruição efetuada por latifundiários da região. Este brutal ataque é justificado pelo bolsonarista com o discurso de “incentivo ao aumento das atividades econômicas”.

Vale lembrar que estes não são os únicos ataques de Ricardo Salles a classe trabalhadora e aos interesses nacionais. Em declaração, o Ministro se posicionou favorável a caça de javalis, de atirar em membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), bem como da flexibilização das leis ambientais.

É fundamental que se intensifiquem as lutas contra a ação dos golpistas, em especial para barrar o entreguismo de terras aos grandes latifundiários. Por isso é fundamental a criação e manutenção dos Comitês de Luta Contra o Golpe e de Autodefesa, exigindo a saída imediata do presidente fascista Jair Bolsonaro e de todos os golpistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas